Festa na China

Ano do Coelho


A chegada do Ano do Coelho no horóscopo chinês, período que durará do dia 3 de fevereiro ao dia 22 de janeiro de 2012, leva os chineses a decorarem suas casas de vermelho e a consultarem nas ruas os especialistas tradicionais em previsões.

Ninguém se atreveria a garantir no Ocidente que 2011 será o ano no qual o mundo inteiro deixará para trás a crise ou que uma empresa determinada alcançará o êxito ou o fracasso, mas a tradição chinesa conta com os prognósticos.

Conhecido também como o Festival de Primavera, as festas do início do ano novo lunar são realizadas de maneira muito similar à ocidental, incluindo tradições e rituais, com festas e preparativos iniciados com meses de antecedência.

As pessoas costumam comprar presentes, decoração, comida e roupa, e limpar as casas como uma forma de limpar a consciência para eliminar qualquer rastro de azar, enquanto decoram as portas e janelas de vermelho, e penduram lanternas que são acesas de noite.

Todas estas celebrações servem, nesta ocasião, para receber o Ano do Coelho e lembrar que quem nasceu ou nascerá com este signo gozarão de longevidade e prosperidade, e terão uma vida tranqüila e de paz.

Os rituais familiares da noite de 2 a 3 de fevereiro se repetem todo ano e, como em muitas ocasiões, começam pelo jantar, que costuma ser um banquete de mariscos e jiaozi (uma massa típica), que representam os bons desejos.

Além disso, os banquetes incluem crustáceos para a vitalidade e a alegria, ostras secas, peixe cru para a boa sorte e fa-hai (uma comida a base de algas) para a prosperidade.

É também habitual vestir roupas vermelhas para afastar os maus espíritos e evitar o preto e o branco, já que estes são associados ao luto. No próprio dia, segundo um antigo costume, os adultos e os casais entregam às crianças e aos solteiros envelopes vermelhos com dinheiro chamados de hong bao.

Na meia-noite, as ruas se iluminam com fogos de artifício

O final do Ano Novo é marcado pelo Festival das Lanternas, celebrado com cantos, bailes e espetáculos de lanternas, que é realizado no dia 15 do início do ano (18 de fevereiro no caso deste ano).

Todos os rituais servem para dar boas-vindas ao ano que, segundo anunciaram, será próspero e positivo em termos gerais e de acordo com as previsões dadas em Hong Kong, será extraordinariamente bom para os negócios.

"O coelho é um animal cauteloso. Sempre está alerta e atento ao seu arredor e garante que o passo seguinte seja sempre seguro", declarou o analista econômico Philip Chow, considerado o melhor "broker" de 2010 em Hong Kong.

As previsões feitas na região relacionam a economia com os animais e com o feng shui, prática tradicional baseada na orientação e disposição dos objetos para atrair o positivo e repelir os maus espíritos.

De acordo com Raymond Lo, conhecido mestre de feng shui em Hong Kong, o Ano do Coelho não será bom, por exemplo, para Apple nem para seu criador, Steve Jobs, enquanto outras empresas como Facebook, verão seus lucros multiplicados, segundo Lo.

O próximo ano novo trouxe consigo também uma inundação de marketing que vai desde chaveiros de pele com forma de coelho à venda de filhotes do próprio animal, algo criticado pelo grupo Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais (PETA, sigla em inglês).


"O melhor período para ajudar os coelhos não é precisamente na chegada de seu ano. É preciso evitar que estes animais sofram", manifestou Maggie Chen, responsável do PETA em Pequim.

O certo é que a China prepara-se para entrar em um ano chave para sua consolidação entre a elite econômica mundial e a festa será, sobretudo, uma reunião de parentes de todas as idades ao redor da estufa, pelo frio invernal, como símbolo da unidade familiar e vínculo às raízes.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por participar!
Seu Comentário é muito importante.