Revista Casa e Jardim - 58 Anos de História

DESDE 1953






Da TV em preto e branco à tela de plasma; da samambaia de metro ao jardim vertical; das estampas psicodélicas ao minimalismo... De 1953 para cá foram muitas as transformações vividas nas casas brasileiras. Desde seu primeiro número, Casa e Jardim acompanhou todas elas. Com edições cheias de memória, a revista segue o ritmo de vida de seus leitores, ficando cada vez mais atual. Para celebrar estes 58 anos, um infográfico completo mostra as capas mais importantes da publicação. Acompanhe a evolução da decoração, do design, da arquitetura e do paisagismo dos anos 1950 até hoje.


Texto: Natalie Antar e Vanessa Lima


Parabéns Casa e Jardim por tantos anos de informação e dedicação a estética e design de interiores e exteriores!

O Harmonia & Design em Homenagem a estes 58 Anos de História da Casa e Jardim, mostra alguns ambientes atuais inspirados na decoração Retrô.

Espero que vocês gostem!

Shang Ch'i

Década de 1950


Batizado de Anos Dourados, o período foi marcado pela volta do otimismo graças ao pós-guerra. O dinheiro reaparece e a necessidade de consumo também. Uma juventude inquieta inspira a indústria, os estilistas e os designers. A mulher fica mais feminina, incentivada pelas roupas de Christian Dior, e a casa acompanha o seu tempo.

Surgem os móveis de pés palito, as mesas com tampo em forma ameboide, os traços futuristas do conjunto Tulipa, de Eero Saarinen, e o televisor com tela de 8 polegadas, que tem status de mobiliário. Entre as plantas, o destaque é a samambaia de metro. O Cadillac conversível circula pelas ruas e é objeto de desejo dos homens. Nessa década, o Brasil conquista pela primeira vez a Copa do Mundo, em 1958.

Grandes nomes do design brasileiro começarn a despontar, como o carioca Sergio Rodrigues, criador da poltrona Mole, e o baiano José Zanine Caldas. com a sua famosa poltrona Z. Destaque também para o polêmico Flávio de Carvalho, um dos grandes nomes que despontaram na geração modernista, com seus projetos — e seu comportamento — inusitados. Ele atuou como arquiteto, engenheiro, cenógrafo, teatrólogo e artista plástico.

Fonte: Casa e Jardim - NOTÍCIAS - Revista Casa e Jardim – 58 anos de história



Poltrona dos anos 1960 Lena, customizada pela Garimpo-Fuxique. A obra (1,45 x 0,90 m) na parede, de Isabella Carvalho, é um semblage, técnica que usa colagens de materiais sobre tela

Imagem: http://revistacasaejardim.globo.com/



 Objetos retrôs, garimpados na casa da avó, estão super em alta na decoração. Se você tem uma peça bacana ou um móvel antigo interessante, não pense duas vezes. Aqui, a moradora optou por colocar a geladeira azul no canto da sala.

Imagem: http://revistacasaejardim.globo.com/

 


A sala de jantar do arquiteto Mario Celso Bernardes foi decorada com peças dos 1950. De jacarandá, mesa de jantar e cadeiras de palhinha e de pelúcia de onça. O living está incorporado no ambiente.

Imagem: http://revistacasaejardim.globo.com/

 As paredes em tons de berinjela e ameixa absorvem toda a atenção. A cortina colorida é o ponto alto da sala de estar com lareira, recheada de peças antigas e contemporâneas. O resultado é divertido e retrô.






















Para criar este belo quarto com estilo vintage você tem que considerar todo o aspecto para torná-lo aconchegante. A cama em si tem cabeceira em damasco cinza tão elegante com o seu design simples. Para criar o conceito, o tapete foi escolhido em cor neutra, aparador de madeira branca elegante, luxuoso e stencil na parede como acessórios proporcionam a este lugar uma atmosfera relaxante. Olhe este travesseiro com detalhes de fita. Super romântico!

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por participar!
Seu Comentário é muito importante.